segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

DEBATE "O DIABO VESTE PRADA"


Cineclube Unifor: Debate, realizado por Márcio Acselrad, professor de Comunicação Social da Unifor e Tânia Dourado, pesquisadora em moda e comunicação. No debate - O Diabo veste Prada: baseado no livro Lauren Weisberger.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O projeto BAG FOR LIFE


Bag For Life

O projeto BAG FOR LIFE nasceu da premissa de que é possível estar na moda e ser responsável com a natureza. Hoje, mais do que uma ideologia, o envolvimento de todos com a preservação do planeta tornou-se uma real necessidade.

A idéia é divulgar e incentivar o uso de maxi-bolsas e carteiras cheias de estilo e que não agridem o meio ambiente.

Ao desenvolvermos os produtos do projeto BAG FOR LIFE, procuramos mais do que simplesmente usar materiais ecologicamente corretos. Em várias de nossas coleções, você encontrará nosso compromisso em apresentar uma proposta que alie design, exclusividade, preocupação com os detalhes e obviamente, respeito à natureza.

Ao reaproveitar materiais, estamos poupando o uso de novos recursos naturais. Sabemos que várias outras iniciativas comerciais seguirão os mesmos passos da BAG FOR LIFE e isto, contrariamente ao que possa parecer, nos agrada muito. Acreditamos que quanto mais pessoas trouxermos para este apelo de oferta e consumo de produtos ecologicamente responsáveis, melhor será. Acreditamos que pequenas atitudes como esta podem contribuir para a formação de uma nova cultura de preservação e de uma nova geração mais consciente e comprometida.

Acesse os demais links deste site e veja como transformamos este discurso em bolsas e carteiras lindas e super-descoladas! Ajude-nos a divulgar esta idéia!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O DIABO VESTE PRADA


Quinta-feira, no Cineclube Unifor, debateremos O Diabo veste Prada, baseado no best-seller de Laurem Weisberger. Moda e a sua relação com o mais influente veículo de comunicação de moda, a revista Vogue América, são alguns dos temas abordados. Espero vocês.

domingo, 11 de outubro de 2009

DICKENS, POLANSKI E TÂNIA DOURADO NO CINECLUBE UNIFOR



Oliver Twist de Roman Polanki é uma tradução do romance realista de Charles Dickens. Duas narrativas, dois olhares, duas maneiras de contar uma mesma histórias tornando-as autorais e, portanto, diversas uma da outra. Polanski propõe uma releitura de uma das mais emblemáticas obras da literatura inglesa. Delinquência na Inglaterra vitoriana, trabalho infantil, antissemitismo são alguns dos temas suscitados nas duas narrativas. E é sobre eles que debateremos no Cineclube Unifor, dia 22 de outubro (quinta-feira), às 13h30. Espero você.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O mercado de luxo


A marca de água mineral francesa Évian personalizada por Paul Smith

O mercado do luxo responde só no Brasil pela geração de US$ 5 bilhões por ano. Um segmento que alia sofisticação, excelência no desenvolvimento de produtos, serviços diferenciados, peças exclusivas. O luxo dialoga de perto com consumidores ávidos por um diferencial mercadológico e que pagam caro por uma identidade associada ao luxo, ao belo e ao exclusivo.
O luxo enquanto segmento ultrapassa a idéia de ostentação e superficialidade, evoca um olhar mais consciencioso sobre novos paradigmas: nova austeridade, sustentabilidade,excelência e auto-estima.
Nessa semana, no encontro de Pesquisa e Mídia, a Unifor abriu espaço para um diálogo sobre Os significados do luxo, tema desenvolvido pela professora Márcia Osório, que contou com a minha participação,da jornalista Márcia Travessoni e do publicitário Chico Gualbernei.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

HOJE VOU DE IODICE



Primeiro Luiza Barcelos agora Iodice, Entrelinhas chamou atenção para esta ciranda fashion, agora Lilian Pacce também... Os fios da comunicação são como as histórias de Sherazade, encadeando os fios intrincados dos discursos, nos mostrando que tudo está conectado, que somos herdeiros de um conteúdo coletivo, de um saber múltiplo que transforma cada um individualmente.
Bom que a garota propaganda da vez seja modelo porque tem história,que tenha migrado da vida para a mídia, porque é pela vida que esta publicitário seduz, é pelo que usa e ousa cotidianamente que ela imprime sua marca, é pelo seu diário cotidiano repleto de acertos fashions pra uns e erros pra outros ela nos conquista.
Que bom que marcas como Iodice reconheça na Cris Guerra o seu perfil de público: uma mulher moderna, corajosa, dona da própria história, uma mulher "real".

Leia entrevista sobre Cris Guerra no blog Lilian Paccehttp://msn.lilianpacce.com.br/home/cris-guerra-hoje-vou-assim/

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

STEVE JOBS FOREVER


A publicidade, tanto a de mídia impressa quanto eletrônica, deve muito a Steve Jobs. O minimalismo, o apuro técnico, a possibilidade de materializar as criações mais absurdas, a velocidade... tudo foi possível graças a Apple. A cada novo lançamento uma nova ferramenta, uma nova possibilidade para nós, profissionais de comunicação.
Jobs é um gênio que nos inspira, nos ensina sobre design e anuncia as ferramentas antes mesmo que as nossas necessidades surjam. Essa a diferença primordial que separa os gênios dos ditos normais, por mais incríveis, talentosos e criativos que sejam.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Chanel na mídia


A maison Chanel dá uma lição de como lidar com a sua marca.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

“SAVE THE CHILDREN": UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO



A marca italiana Bulgari celebra seus 125 anos fazendo uma aliança com o futuro.
Em parceria com a Ong “Save the Children” a joalheria pretende arrecadar 10 milhões de euros com a venda de um anel comemorativo (290 euros cada). Toda a rensa será destinada a educação de crianças que vivem em zonas de conflito.

terça-feira, 16 de junho de 2009

"Quem escuta, o homem que todos escutam?”


“Eu leio o 'Financial Times' mesmo antes das pessoas conhecerem o jornal. Agora virou moda, todo mundo circula com um por aí”.
Essa declaração de Obama, em entrevista concedida a Lionel Barber, ao editor do jornal, em março deste ano, serviu de argumento para uma estratégica campanha do Financial Times, que tem como objetivo liderar as publicações voltadas para o mercado financeiro.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

VIAGENS EXTRAORDINÁRIAS



Viagens Extraordinárias é o título da exposição de Yves Saint Laurent que está no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio

quinta-feira, 4 de junho de 2009

A CAVERNA - Jose Saramago



A redação do último vestibular da Universidade de Fortaleza trouxe como tema os centros de consumo, sobretudo, os shopping centers, instigando o candidato a uma reflexão: "centros de consumo - centros de vida?"

Jose Saramago também trabalha esta temática em A caverna. No romance, o Centro Comercial (a caverna) representa o capitalismo e, nesta caverna, consumidores e fornecedores são prisioneiras do que consomem (as sombras). Os consumidores se vêem nos produtos e os fornecedores se vêem nos sonhos de enriquecimento fácil frente ao escoamento em grandes quantidades de produtos.
A Caverna apresenta a "face cruel do mundo capitalista e tecnológico" (palavras das centenas de candidatos). No romance, nitidamente inspirado no mito platônico, gente simples - um oleiro, um guarda, duas mulheres e um cão muito humano - encontra a lucidez em um mundo onde os prisioneiros da modernidade, iludidos, confundem as sombras com o real.

A Caverna de Jose Saramago é uma boa sugestão de leitura para as férias acadêmicas.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Márcia Henz abre nosso apetite para o belo


O trabalho da estilista Márcia Henz é para poucos, para quem tem apetite por coisas raras e belas. A coleção "doces do Brasil" apresenta uma riqueza de conteúdo estético e cultural, informações que alimentam os olhos e a compreensão de que moda é história contada por quem vive intensamente, quem não se poupa. O resultado é uma peça leve, sugestiva, rica em beleza, sofisticada e simples.

Márcia busca inspiração nas cores, nos volumes dos doces regionais (Doce Cocada Branca, Doce de leite, docinho do brigadeiro , doce de batata) e com moulage em sedas, plissets, rendas de bilro, lacés, renascenças e crochets cria uma coleção que apura o nosso paladar por uma moda que fala de nós, do somos. Uma moda universal, porque o humano é um só em essência, desde que esta seja intensa e saborosa.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

60 minutos com o Diabo


Anna Wintour participou do programa "60 Minutes" (CBS), de Morley Safer.O programa traça um perfil da editora de Vogue América e um pouco do seu estilo de trabalho: reuniões de pauta, fechamento de edição e seu dia-a-dia.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

“Une Journée à Paris”.

O filme publicitário aniversário da casa francesa Van Cleef & Arpels viraram jóias.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

SHOW DE TALENTOS

O publicitário Washington Olivetto disponibilizou uma campanha antiga da Arno. Trata-se de um institucional da marca em que seis atrizes disputam aa preferência do consumidor. Os filmes enquadram-se na categoria testemunhal e as atrizes associam suas próprias qualidades aos produtos Arno. Muita coisa mudou de lá pra cá, mas a campanha continua atual, superdivertida, inteligente, graças ao show de talentos, tanto das atrizes quanto da criação e redação dos filmes. Assistam.






quinta-feira, 30 de abril de 2009

A mensagem linguística


Este anúncio da marca italiana Panzani serviu de base para a análise de Roland Barthes entitulado A retórica da imagem (livro O óbvio e o obtuso). Barthes sinaliza três mensagens reveladas no anúncio: a mensagem linguística, mensagem icônica codificada e não-codificada. Interessa-me sobremaneira a mensagem linguística contida neste anúncio:
1. a disposição dos produtos que dão a idéia de uma elaboração caseira, diária, hábito que traduz a cultura francesa (público-alvo do anúncio;
2. as cores sinalizam a italianidade da marca, um olhar estrangeiro sobre a cultura do outro, em que pimentões tricolores e tomates frescos remetem às cores da Italia.
3. da horta para a mesa, da a idéia de todo o trajeto do alimento
4. e a quarta mensagem, diz respeito a estética, em que anúncio remete a uma pintu-ra, uma natureza-morta

O mais interessante nesta análise é a consciência de que toda imagem traz consigo uma mensagem linguística, e que mesmo quando pensamos não comunicar, comunicamos.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REAFIRMA INTERTEXTUALIDADE NA MODA


A cadeia espanhola Mango lançam 6 camisetas femininas com frases do escritor Paulo Coelho. As mensagens são de estímullo para espanhóis - e outras 67 nações incluindo o Brasil - assolados pela crise econômica mundial.

Displays na Espanha afirmam: "em um momento em que o mundo passa por uma transformacao nada é mais importante que recordar valores básicos da vida: a solidariedade, o amor, os sonhos e a coragem".

A camiseta mais procurada - e já esgotada na loja do aeroporto internacional de Madri - diz: "o amor nos dá força para realizar tarefas impossíveis", custa € 15 (cerca de R$45) e vêm embaladas em uma caixa que imita um livro.

O autor cedeu as frases e em troca, 60% da venda da coleçãoo (40 mil itens) serão destinados ao Instituto Paulo Coelho, entidade mantida com os direitos autorais do escritor que ajuda mais de 400 criancas dos morros Cantagalo e Pavao-Pavaozinho no Rio. Paulo Coelho AFIRMOU que não podendo mudar o Brasil, optou por começar a mudar sua rua em Ipanema, que termina justamente na entrada da favela. Emais, que começou ajudando 80 crianças e que pretende chegar a 800.

No Brasil a t-shirt mais procurada traz a mensagem: "nunca desista de seus sonhos; siga os sinais".

Segue as mensagens:
- THE GREAT BLESSING OF LIFE IS HAVING DREAMS TO REALIZE
- THE CHALLENGE WILL NOT WAIT. LIFE DOES NOT LOOK BACK
- WE ARE ALL MASTERS OF OWN DESTINES
- THE PATH OF WINSDOM IS NOT BEING AFRAID TO MAKE MISTAKES
- NEVER GIVE UP ON YOUR DREAMS, FOLLOW THE SIGNS
- LOVE GIVE US THE STRENGHT TO PERFORM IMPOSSIBLE TASKS

terça-feira, 28 de abril de 2009

domingo, 26 de abril de 2009

DISCURSO DA REPARAÇÃO




Olá, assino o ensaio do caderno de cultura do Diário do Nordeste deste domingo. Trabalho a intertextualidade de Fagin de Will Eisner com Oliver Twist de Charles Dickens, objeto de pesquisa da minha dissertação de mestrado.
Boa Leitura, Bom Domingo!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Moda e Publicidade perdem Otto Stupakoff



Otto Stupakoff é o nosso primeiro fotógrafo de moda e um dos dez nomes mais importantes da fotografia de moda mundial nos anos 70, segundo “Vogue Book of Fashion Photography”. A editora Cosac & Naify lançou uma antologia sobre Otto Stupakoff, organizada por Rubens Fernandes Junior, com entrevistas de Alvaro Machado, Augusto Massi e Rubens Fernandes Junior. A antologia reúne fotografias de moda, imagens que ele produziu ao longo de mais de 50 anos. O livro inclui textos do próprio Otto, do organizador Rubens Fernandes Junior, além de depoimentos de Paulo Borges, Bob Wolfenson e Fernando Laszlo, Hélio Hara e Mario Cohen.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Campanha de responsabilidade social


Seguindo a linha de compromisso ambiental.
postado por: Lia Shara

Gisele Bundchen plantando sementes


Gisele lança em Madri a coleção de sandálias Ipanema e reafirma para 200 jornalistas seu compromisso ambiental. A frente do projeto "Florestas do Futuro" que se propõe a proteger e preservar a qualidade de água através da recuperação de áreas desflorestadas da Mata Atlântica,a modelo reforçou: "o que acontece no mundo é problema de todos". Além da bela imagem de modelo, de seu profissionalismo e versatilidade, Gisele paulatinamente constrói para si a imagem de uma cidadã comprometida com o meio ambiente e preocupada com os destinos do nosso planeta. E você? Que imagem está buscando construir para si mesmo?

sexta-feira, 17 de abril de 2009

A mais bela face da nova austeridade


A edição de maio da Vanity Fair tem Gisele Bundchen na capa e Angelina Jolie eleita a mais bela do mundo, fotografada por Patrick Demarchelier.

Angelina concentra em si as múltiplas faces do feminino contemporâneo. Mostra que é possível ser sexy sem ser vulgar, é bela e bem-sucedida, mas não se poupa em emprestar sua imagem e dólares para refugiados e órfãos. Eleita pela revista Time como uma das mulheres mais influentes do mundo, Angelina encarna a nova austeridade, porque vai na contramão dos excessos, da ostentação.

Quanto a Gisele Bundchen, a modelo começa a direcionar sua imagem para questões mais complexas, a trazer para si questões antes consideradas públicas. Seu comportamento também reafirma a nova austeridade, mas seu papel é pequeno diante da atuação de Angelina no mundo. Como diz a Time, a senhora Pitt, "é gente que transforma o mundo com seu poder, talento e exemplo moral."

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

Os seguidores deste blog vão indicar peças publicitárias. A primeira participação é de Lia.

terça-feira, 14 de abril de 2009

Da internet para a mídia impressa


A publicitária Cristiana Guerra subverteu a ordem natural das mídias. Primeiro alguém faz sucesso, depois seu estilo é acompanhado por fãs. Primeiro alguém lança um livro, depois alguns textos são divulgados na Internet.

Seu livro Para Francisco, no entanto, foi publicado a partir do sucesso do seu blog Para Francisco. E seu outro blog - Hoje vou assim - faz tanto sucesso que Cristiana tornou-se garota propaganda da marca Luiza Barcelos.

O sucesso de Cristiana reforça a premissa de que a beleza das coisas segue a uma ordem muito particular e que a publicidade é feita de oportunidades como vem fazendo Cristiana, a editora ARX e a marca Luiza Barcelos.

terça-feira, 7 de abril de 2009

A celebridade Adriane Galisteu.

Meus alunos enviaram algumas capas de revista de celebridades com Adriane Galisteu, com a seguinte proposta: que tipo de mulher a apresentadora representa etc. Esse é um trabalho diário nas minhas disciplinas de redação publicitária que compartilho agora no meu blog.

Um traço marcante na trajetoria de Adriane é a capacidade de ter virado o próprio jogo. Seu nome surge num evento traumático, de comoção mundial (morte do piloto Airton Senna), em que foi execrada em praça pública, mas deu a volta por cima. Construiu uma carreira como apresentadora e nunca mais saiu da mídia. Outro traço de Adriane é a capacidade de não comprar briga, saber quando recuar,não alimentar polêmicas. Foi assim com a Rede TV, com a Xuxa, com a família Senna. O público se projeta neste tipo de celebridade. "Se ela conseguiu (emagrecer, ficar rica) eu também posso" - é o pensamento dominante.

A mídia, no entanto, começa a cobrar de Adriane responsabilidade social, compromisso ambiental, um discurso mais coerente e consistente, menos frases saídas do piloto automático ("oportunidade é diferente de oportunismo", "no fundo do meu poço tem mola", " Airton Senna não conheceu a Disney por isso eu não penso duas vezes antes de gastar", "meu dinheiro não salvou a vida do meu irmão"), que ela compartilhe algo de novo.

sábado, 4 de abril de 2009

Nova austeridade?




Depois de décadas de excesso, a grande corrente é a nova austeridade. Um estilo de vida que recupera o conceito de "menos é mais" e o agrega a um consumo consciente. A nova austeridade reflete o pensamento de uma elite de consumidores que demonstra aversão ao exagero, à ostentação e aos signos de status. Hebe Camargo, a maior apresentadora do Brasil (diga-se de passagem), parece ignorar esse novo paradigma mundial e celebra os seus bem vividos 80 anos com a cara dos velhos tempos. Embora pareça paradoxal que Ronaldo tenha sido execrado pelos exageros no seu casamento com Cicarelli num castelo na França,enquanto Hebe celebra de maneira ostensiva os seus múltiplos aniversários. Vale salientar que o público do Fenômeno, embaixador da ONU, espera dele uma postura exemplar, discreta, austera. O público da Hebe, no entanto, além de não corresponder a elite que abraça os preceitos da nova austeridade, realiza-se através da apresentadora. Com ela, "os plebeus" divertem-se, esbanjam diamantes, rubis, esmeraldas; levam 80 amigos para a Disney; falam o que querem e pensam depois; numa processo de empatia televisiva que dura anos a serviço de uma catarse popular. A Hebe, personagem histriônico, figura piotoresca, quase alegórica, também (por motivos outros) está a serviço da outra elite que se diverte com ela.

quinta-feira, 26 de março de 2009

SCARLETT JOHANSSON - “L’anti Marilyn”?


Nas publicações de moda e nas campanhas publicitárias, Scarlett Johansson realimenta a imagem da qual afirma querer livra-se: "imagem de bombshell das loiras icônicas como (…) a Marilyn Monroe”. Na capa da Vogue Paris de abril apresenta Scarlett como “L’anti Marilyn", mas embora a atriz não apareça loira, está mais Marilyn do que nunca.



( vou falar sobre essa campanha)

quarta-feira, 25 de março de 2009

"MIDIA GRATUITA"


Quando a W/BRASIL lançou a campanha G2B-Porque a terra é azul, no intervalo do Fantástico, estava apenas estrategicamente agregando a marca Grendene a um compromisso social - no caso a preservação ambiental, através do consumo consciente de água. Uma trilha mercadologicamente previsivel, uma vez que que empresas socialmente responsáveis são mais respeitadas pelo consumidor. Mas ao vestir o corpo nu de Gisele Bundchen com um vestido de água, a campanha tornou-se pauta na mídia impressa e eletrônica de todo o planeta, graças ao prestígio internacional da top e ao ineditismo dos recursos utilizados. Essa campanha é um excelente exemplo de proganda gratuida, exemplo de que propaganda boa é aquela que sai dos espaços midiáticos e ganha o mundo. O vestido de água alimentou conversas nas universidades de comunicação, comentários de consumidores perplexos com a beleza da modelo, tornou-se referência para os diretores de arte. Se a campanha estimulou o consumo consciente de água? Sim. Hoje, pelo menos, cada um que desperdiça água, sabe que está errado, tem consciência de que está sendo socialmente irresponsável. Pontos pra Gisele, pra Grendene, pra W, pra propaganda boa e pro Planeta, também.

Esta campanha selou o compromisso social da modelo-cidadã Gisele. Dentre os temas mais importantes da atualidade sobre preservação ambiental (aquecimento global, emissão de carbono e escassez de água), Gisele engajou-se no terceiro.

quinta-feira, 19 de março de 2009

MODA E PODER: YES SHE CAN


She's the boss. Assim se referem os veículos de comunicação quando se trata da primeira-dama americana Michelle Obama. Forte, profissional bem-sucedida, articulada e chique, muito chique. O figurino de Michelle revela sua personalidade, seu poder de decisão. Enquanto estilistas do mundo inteiro estavam a sua disposição, a primeira-dama enfrentou os holofotes na posse de Barack Obama com criações de estilistas pouco conhecidos. Jason Wu, Thakoon, Peter Sononen são alguns dos estilistas favoritos de Michelle, famosos agora graças a ela. Algumas pessoas lançam moda, outras apenas seguem, submetem-se. Michelle pertence ao primeiro time, porque pauta suas escolhas na própria liberdade. A mesma liberdade com que afirma: "O que me define é o que eu faço na minha vida pessoal. Minha carreira é uma das muitas coisas importantes para mim, mas sou mãe acima de tudo." Michelle parece não temer o olhar alheio e em sua autenticidade assume para si o papel da mulher contemporânea, em atitudes que revelam a nova austeridade. Nas entrelinhas do seu "discurso", lemos: se ela pode - YES WE CAN.

quarta-feira, 18 de março de 2009

segunda-feira, 16 de março de 2009

BUY (RED) SAVE LIVES




Produtos RED é uma iniciativa do ativista Bono Vox para gerar recursos para o Fundo Global, contra a propagação da aids na África (especialmente crianças e mulheres), além da tuberculose e malária, "a pior crise sanitária em 600 anos", segundo o cantor.

Uma idéia é simples: consumidores, sem nenhum custo adicional, compram um produto "vermelho" e a empresa "vermelha" destina uma pequena parte dos lucros para a compra e distribuição de remédios e anti-retrovirais para a África.

No site da campanha Red (www.joinred.com), Bono explica: "como consumidores do primeiro mundo, temos um tremendo poder. O que decidimos comprar ou não de maneira coletiva pode mudar a vida e o curso da história de nosso planeta". O manifesto da campanha reforça a idéia de que a Red não é caridade, mas um modelo de negócio.

A idéia de Bono e Bobby Shriver, presidente do Data, lançada no Fórum Mundial de Davos, na Suíça, já rendeu milhões de dólares através de grandes marcas como Apple, Motorola, Spring e Gap que 'pintaram' seus produtos de vermelho e destinaram um percentual das vendas para o Fundo Global.

A edição especial do iPod da Apple na cor vermelha destinou US$ 10 de cada unidade vendida para a campanha,a marca de roupas GAP publicou anúncios com estrelas do cinema e da música vestidas com sua coleção "vermelha", criada para colaborar na luta contra a pandemia. A Motorola e a Sprint também criaram uma edição limitada de seu telefone estrela, o RAZR e o American Express tingiu de RED seu famoso cartão verde.

"The message across the world is: if you buy one thing this month, buy RED"