domingo, 30 de maio de 2010

SEX AND THE CITY 2

Acabo de assistir ao filme Sex and the city 2.
Cada uma de nós, geração do seriado, nos transformamos espontaneamente divulgadoras do filme. Todos os blogs e sites de moda mundo afora compartilharam a ansiedade em torno do lançamento do filme. Esse boca a boca é o que chamamos de marketing secreto, umm dos melhores exemplos da propaganda aparentemente espontanea.
Claro que o sucesso do filme prolonga a nossa convivência com personagens das quais nos tornamos cúmplices. Mas trata-se de uma lógica arquitetada pela equipe de relações públicas e marketing do filme, uma publicidade aos moldes das campanhas das casas de luxo. As informações da produção vão sendo generosamente compartilhadas entre publicitários, jornalistas de moda, profissionais de moda que tratam rapidamente de compartilhar através de sua rede de relacionamento (pessoais e profissionais.
Quanto ao produto - o filme - Sex and the city 2 é de fato encantador, trouxe uma trama mais complexa, uma Carrie mais glamourosa, uma Samantha ainda mais desesperada e autêntica, uma Miranda mais vulnerável e despiu a Charlotte do mito do amor materno.
Luxo, glamour, moda, aventuras, figurinos extravagantes, a despeito de tudo isso, motivos que nos levaram ao cinema, o filme trouxe algo mais. Resultou maduro, uma narrativa gostosa e ao mesmo tempo reflexiva, costurada por diálogos inteligentes e surpreendentes.

O que é o amor pra você?

O que é amor, pra mim?
Não temer o outro, seja lá o que for, contar com o outro.
A mágoa é possível, mas não deixar que a mágoa se transforme
em amargura, em rancor.
Ainda sou assustada com as pessoas com que me relacionei,
aquela cultura machista.
Claro que existem as exceções e as exceções são bárbaras.
Eu convivo com uma há dez anos, o meu marido.
Os ritmos são muito edonistas, falta paciência.
As pessoas terminam os relacionamentos porque querem grandes excitações.
O amor requer paciência, um tempo filosófico pra você se questionar.
Não é o caminho do maior peito, da plástica ou então,
ficar trocando de paixão pelo resto da vida.
Se você quer que ele dure, o amor, tem que perdoar sempre.
Para Fernanda Young, amar é acreditar. Para a Pfizer,
amar é acreditar que sempre é possível encontrar
as curas para os males que afetam a qualidade de vida
dos homens e das mulheres.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Verde Amarelo


Mais uma campanha de oportunidade. Daqui até o final da copa do mundo todas as mídias estarão vestindo a camisa da seleção brasileira. A C&A continua investindo nas grandes modelos para ampliar seu recall. Tudo começou com Gisele Bundchen, em 2001, numa parceria que aumentou em 20% as vendas e elevou o faturamento da C&A a 1,7 bilhão de reais. Gisele e C&A tornou-se a operação mais rentável da empresa na América Latina e provocou estragos na concorrente americana Renner e na Riachuelo que tiveram que repensar sua comunicação, investindo em consultorias de moda (Glória Kalil) e estilistas de peso como Fause Haten. O anúncio acima mostra que a C&A vai continuar reforçando sua ligação com o mundo da moda.

terça-feira, 25 de maio de 2010

O Quarteto Fantástico



Avant première do filme Sex and the city 2, no Radio City Music Hall (24 maio) reuniu fashionistas e cebridades do mundo inteiro: Melanie e Donald Trump, a top Alessandra Ambrósio, Liza Minelli, que canta uma versão de "Single Ladies" no longa, as atrizes Amanda Peet, Jennifer Love Hewitt e Vanessa Williams e o estilista Valentino e as quatro estrelas do filme:Sarah Jessica Parker, Cynthia Nixon, Kim Catrall e Kristin Davis.
As aventuras do quarteto retrata o universo feminino, mas o foco principal do filme é mesmo o figurino, que segundo a stylist do filme, Patricia Fields, não passou de US$ 1 milhão. Mas avisou: "se tivesse chegado a US$ 10 milhões não saberia, pois os produtores insistiram em não poupar recursos nesse sentido."

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Gisele Bundchen bate um bolão

As campanhas de oportunidade (Copa do Mundo) já começaram. Em todas as mídias o espírito ufanista toma conta das mensagens publicitárias.
Essa campanha da Sky é especialmente interessante, porque retrata o espírito da maioria dos brasileiros, em época de copa do mundo: cada torcedor é um técnico da seleção brasileira e passa a dar toques absurdos, tais como Gisele Bundchen ensinando os craques Romário e Pelé a jogar futebol.


domingo, 23 de maio de 2010

Profissão Moda

Com o slogan Informação sob medida, a primeira edição da revista Profissão Moda abre um jogo semântico integrando jornalismo, informação, cultura e um breve registro do que o Estado está produzindo. O texto é bem costurado por jornalistas jovens e competentes. Destaque para Clara Dourado, Gabriela Dourado e Janety Guilherme.


terça-feira, 18 de maio de 2010

AS MODAS DE ALICE



Tânia Dourado e a empresária de comunicação Simone Souto


A jornalista de moda Clara Dourado


Georgia - produtora do evento - recriou o chá do Chapeleiro Maluco



Estilista Márcia Henz


Fernanda - Saraiva, setor infantil

domingo, 16 de maio de 2010

AS MODAS DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

Olá, nessa terça-feira, na Saraiva do Iguatemi, converso sobre literatura, cinema, moda, a partir da obra Alie de Lewis Carroll. Vou adorar encontrar cada um de vocês que acompanha esse blog. Até lá.




Palestra: As Modas de Alice no País das Maravilhas
Data: 18 de Maio (terça-feira)
Horário: 19h
Local: Espaço Rachel de Queiroz na Saraiva MegaStore (Shopping Iguatemi Fortaleza)
Entrada: GRATUITA

quarta-feira, 12 de maio de 2010

A IDENTIDADE DA MULHER AMERICANA

Festa de gala do Costume Institute, realizada no The Metropolitan Museum of Art.

Metropolitan Museum of art abre exposição Mulher Americana: Colocando na Moda uma Identidade Nacional e explora a imagem das americanas de 1890 até os anos 1940. A atriz Sarah Jessica Parker, ícone fashion graças a sua personagem no seriado Sex and the city, gravou o áudio-guia da exposição.
Embora a exposição não comtemple a mulher brasileira, cuja identidade parece ter pouca importância aos olhos da moda americana, Gisele Bundchen e Alessandra Ambrósio marcaram presença na festa de gala do museu.
Assista a matéria de Lúcia Guimarães
http://gnt.globo.com/Saia-Justa/index.shtml